quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Conversa com Deus

E foi assim, fui ter uma conversa com nosso Senhor!
Deus, salvador, quero fazer um pedido pequeno, mas que me causa certo rubor.
É um pequeno favor, pra uma alma deseperada mas sem nenhum rancor.
Pois estava eu passeando pelas desgraças da vida quando tive um encontro.
No início tive certo pavor, um medo misturado com horror, mas
quando a luz brilhou naquele breve momento, em felicidade se transformou.
foi profundo e belo, sentimento mais puro e sincero jamais ousou ser imaginado
E então fui abatido por uma pedrada, acabei desmaiado.
Acordei aqui sem saber o que se passava nem onde me encontrava,
Morto eu de fato já estava, mesmo lá na terra, pele e osso simplesmente era!
Cá estou agora, pedindo de joelhos um obséquio,
Que lá pra terra mande uma nuvem carregada de amor, que molhe aquela terra
Onde nasce um botão de rosa amarela
Que irá encher de lágrimas os olhos de meu afeto e o coração transbordar ternura
E alegria de quem jamais vira um dia, uma planta tão bela nascer naquele solo sedento de vida e ardor.
Eis que então, muitas outras nascerão, e de todo recanto da seca virá,
Uma bela jovem seu pranto derramar e há que daí ressurgir a esperança praquele lugar.

2 comentários:

Srta Dornela disse...

Nossa... gostei, é de se pensar!!! De onde vc tirou isso ou vc escreveu? Mto legal.

Tyaguim disse...

Eu acho que foi a Bia mesmo...
A vi fazendo essa postagem!

Boa mesmo!!!

São sonhos beatrísticos...
Essa menina dorme ou digita!

O dia inteiro na PC ou na cama.

Brincadeira...

See you